Inteligência Artificial: mercado de US$ 2 trilhões previsto pela IBM ganha cada vez mais robustez

Processos de tomada de decisão vinculados à Inteligência Artificial estão cada vez mais visíveis, conforme pode ser visto na última CES.

O destaque dado para a Inteligência Artificial no Consumer Eletronics Show (CES), ocorrido nos últimos dias em Las Vegas, é a confirmação de previsões que já vinham sendo feitas ao longo dos últimos dois anos, mas que lá atrás ainda despertavam certo ceticismo nas pessoas. Há dois anos, quando a chefe executiva da IBM, Ginni Rometty, afirmou que a empresa enxergava um mercado de US$ 2 trilhões em tomada de decisões envolvendo IA no espaço de uma década, alguns receberam a informação com certa desconfiança.

Hoje, o mercado percebe que esse tipo de tecnologia está cada vez mais próxima e presente em nosso cotidiano, ainda que nem sempre nós percebamos isso com facilidade. O grande desafio que as empresas enfrentam hoje é galgar espaço de destaque em meio a um mercado que ainda está se inventando e explorando a infinidade de possibilidades que estão adiante.

Como a própria CEO destacou quando foi questionada de onde surgiriam esses US$ 2 trilhões, mencionados, a Inteligência Artificial não está roubando espaço de nenhuma tecnologia já existente, ela está criando novos valores. Por isso seu potencial tão grande e como pode ser, ao mesmo tempo, motivo de entusiasmo para empresas dispostas a investir nesse segmento, como de temor para aquelas que se mostram relutantes a conhecer melhor esse universo. Sem familiaridade com o tema, será difícil sobreviver no mercado de tecnologia daqui em diante.

Para entender melhor, na prática, como as gigantes de tecnologia vem se posicionando quanto a isso, vale a pena citar aqui o lançamento da Intel na CES, o “Loihi”, um processador neuromórfico baseado em machine learning. O aplicação desse tipo de tecnologia de autoaprendizagem já nem pode ser considerada novidade, mas o diferencial do produto é sua capacidade de aprender sem precisar de grande quantidade de dados. A empresa promete colocar o processador disponível para fins de pesquisa ainda esse ano e o produto deve ser usado, inicialmente, em robôs e carros autônomos. Isso remonta as discussões sobre um futuro com veículos circulando sem a necessidade de um motorista. Pois bem, esse já um passo que está sendo dado para que esse futuro esteja mais próximo da realidade.

Há dois anos, a IBM já deu um passo que pode ser fundamental para a tomada de decisões no futuro. De olhos bem atentos à revolução silenciosa que vem sendo feita por meio da Inteligência Artificial, comprou a Weather Co., já pensando em como explorar a IA para previsão do tempo. Com base em definições climáticas cada vez mais antecipadas e precisas, o mercado de seguros, por exemplo, poderia economizar milhões em um futuro muito próximo.

A indústria pesada e manufatureira também pode se beneficiar muito com a inclusão da tecnologia, conforme pontuado em publicação da Fortune. Já existem projetos para a inclusão de sensores inteligentes na cadeia produtiva, de modo a darem feedbacks constantes sobre o maquinário. Dessa forma, qualquer tipo de intervenção poderia ser feita antes mesmo de um equipamento apresentar defeito. Além disso a publicação reforça que é possível se valer da IA para economizar no segmento de Supply Chain, pesquisa e desenvolvimento, entre outros processos industriais – constatação que já é uma realidade para os clientes atendidos pela Tevec.


Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Acompanhe nossas postagens e notícias.

Nossos Clientes

Faça parte da rede de clientes que utilizam as nossas recomendações para as melhores decisões de negócio em cada elo da cadeia de suprimentos.

Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de tudo que acontece sobre inovação em
Inteligência Artificial aplicada em Supply Chain.

FALE CONOSCO

Rua Cardeal Arcoverde,2365
3º andar - Pinheiros
São Paulo / SP · 05407-003

A EMPRESA

Precisa de mais alguma coisa?

Fale com nossos especialista s e descubra como fazer seu negócio ser mais rentável.

Você escolheu receber as melhores decisões de abastecimento.

1.

Vamos começar? Preencha o cadastro para entrarmos em contato pelo canal e horário que você escolheu.

2.

Gostaríamos de conhecer um pouco mais sobre o seu negócio.