Digitalização da cadeia logística: 4 passos essenciais para a transformação digital

As tecnologias digitais permitem maior domínio sobre a cadeia logística, acelerando processos e tornando a tomada de decisão mais ágil e assertiva. Porém, de acordo com a McKinsey, apenas 2% dos executivos consideram a cadeia de suprimentos como prioridade na transformação digital.

Em contrapartida, aquelas empresas que investiram na digitalização da cadeia logística obtiveram um lucro anual 3,2% maior e um crescimento de receita de 2,3% no mesmo período, segundo a mesma pesquisa.

Esses dados nos mostram que a digitalização da cadeia logística tem muito a contribuir para os resultados de um negócio, tanto no médio quanto no longo prazo. Mas quais são os passos essenciais para promover a transformação digital na sua cadeia de suprimentos?

É o que veremos neste post. Acompanhe!

1. Encare o desafio de frente

A digitalização da cadeia logística tem como objetivo reduzir problemas e ineficiências, promovendo melhorias que otimizem tempo e recursos.

Diante disso, o primeiro passo para essa transformação digital é entender quais são os principais desafios enfrentados por sua empresa e como a digitalização pode solucioná-los.

Tenha em mente metas como redução de desperdícios, maximização da eficiência, aumento da qualidade e redução de custos, por exemplo.

Toda estratégia e todo processo pode ser aprimorado. Portanto, reúna sua equipe, ouça as dificuldades enfrentadas e liste-as. Envolva todas as partes interessadas na discussão, para que você tenha uma visão abrangente de toda a cadeia.

2. Defina o futuro ideal

O segundo passo para a digitalização da cadeia logística é planejar o futuro. Como você e sua equipe veem sua cadeia de suprimentos nos próximos cinco ou dez anos? Qual a porcentagem de eficiência ganha? E os prazos, podem ser otimizados?

Parta do princípio de que sua cadeia logística deve estar centrada no cliente e trace sua nova estratégia considerando as tecnologias que serão necessárias para levá-la a cabo.

Se a sua taxa de perdas é alta, como a tecnologia pode ajudar a reduzi-la? E o estoque, como pode se tornar mais enxuto, consumindo menos recursos, sem que haja rupturas?

É possível ter uma melhor previsibilidade de demandas com uma análise de dados mais completas? Que tipo de tecnologia pode oferecer esse insight?

Esta é a hora de sonhar e colocar tudo no papel, procurando entender o cenário atual e como sua empresa deve se preparar para o futuro.

3. Crie uma lista de funcionalidades

Ao escolhermos novas tecnologias, é comum buscarmos um software e tentar adequar nossa cultura, nossos processos, a ele. No entanto, o caminho inverso é mais produtivo e se reflete em mais benefícios para a sua empresa.

Sendo assim, liste as funcionalidades essenciais que uma tecnologia deve ter para atender às necessidades da sua empresa, sempre tendo em mente que o cliente está no centro de tudo e que seus desafios devem ser mitigados.

Somente após esse levantamento é que você deve partir para o mercado, isto é, buscar aquela tecnologia que melhor atende ao que a sua empresa precisa.

Na sua busca, considere que a tecnologia evolui muito rapidamente e que é necessário contratar fornecedores capazes de oferecer essa atualização na mesma velocidade.

Atualmente, é possível contar com tecnologias que usam aprendizado profundo de máquina para aprimorar as cadeias de suprimentos, tanto na otimização de processos quanto na tomada de decisão sobre aspectos como estoques, demandas e campanhas de marketing e vendas.

A Internet das Coisas (IoT) entra como um importante recurso no rastreamento de remessas, tornando o processo logístico mais transparente para todos os envolvidos.

As análises preditivas contribuem para um melhor planejamento de demandas, permitindo simular cenários e evitar perdas por falta ou excesso de estoques.

Considere todas essas possibilidades, crie uma lista de features e entregue-a a potenciais parceiros de negócios. Avalie a capacidade de cada um de atendê-las e só então tome a decisão sobre a contratação.

4. Gerencie a mudança

Promover uma transformação digital na sua cadeia logística requer mudanças profundas não só em processos, mas também em comportamentos. Por isso, é fundamental envolver seus colaboradores desde o planejamento, conscientizando-os da necessidade de digitalização.

Com o apoio da equipe, fica mais fácil identificar os gaps da sua cadeia de suprimentos e buscar soluções que atendam às reais necessidades do seu negócio.

Lembre-se que treinar as pessoas para que elas exerçam seus papéis de modo efetivo é o caminho mais acertado para que haja um melhor aproveitamento das tecnologias adquiridas e a sua empresa tenha êxito na implementação dessa transformação digital.

Agora que você já conhece os quatro passos essenciais para a digitalização da sua cadeia logística, talvez esteja curioso para saber quais benefícios a tecnologia pode trazer. Então, não pare por aqui! Saiba por que investir em um software de gestão de cadeia logística e tire suas dúvidas!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Acompanhe nossas postagens e notícias.

Nossos Clientes

Faça parte da rede de clientes que utilizam as nossas recomendações para as melhores decisões de negócio em cada elo da cadeia de suprimentos.

Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de tudo que acontece sobre inovação em
Inteligência Artificial aplicada em Supply Chain.

FALE CONOSCO

Rua Cardeal Arcoverde,2365
3º andar - Pinheiros
São Paulo / SP · 05407-003

A EMPRESA

Precisa de mais alguma coisa?

Fale com nossos especialista s e descubra como fazer seu negócio ser mais rentável.

Você escolheu receber as melhores decisões de abastecimento.

1.

Vamos começar? Preencha o cadastro para entrarmos em contato pelo canal e horário que você escolheu.

2.

Gostaríamos de conhecer um pouco mais sobre o seu negócio.