Close

10 de agosto de 2017

Possibilidades e oportunidades do Machine Learning aplicado ao varejo

A tecnologia permeia nossas vidas há bastante tempo e já faz parte do universo varejista. Usamos sistemas de gestão online, controlamos mercadorias por radiofrequência e nos comunicamos com nossos clientes pela web. Mas, até pouco tempo atrás, sempre havia uma pessoa comandando a tecnologia.

Agora, temos a possibilidade de aplicar o machine learning ao comércio, dando um passo a mais na caminhada rumo à evolução tecnológica. O que a Inteligência Artificial pode fazer pelo seu negócio? Confira!

O que é machine learning?

O termo significa aprendizado de máquina, algo que já vimos em filmes várias e várias vezes. A ideia do machine learning é auxiliar o ser humano em atividades cotidianas que não precisam consumir seu tempo, esforço e intelecto.

Sendo assim, hoje temos a possibilidade de desenvolver, por exemplo, um chatbot – agente virtual que aprende sozinho conforme interage com as pessoas.

Uma empresa de varejo que tenha um e-commerce pode oferecer atendimento imediato ao internauta que chega à página, sem comprometer o tempo de um atendente.

O consumidor digita sua pergunta, o chatbot responde. Caso não saiba a resposta, ele pode direcionar o consumidor para um atendimento real, isto é, com uma pessoa de verdade.

O fato é que a Inteligência Artificial permite que as máquinas coletem informações e aprendam com isso, desenvolvendo-se gradativamente para atingirem um nível de excelência ótimo.

Numa escala ainda mais complexa, temos o deep learning, ou aprendizagem profunda. Trata-se da mesma Inteligência Artificial, dotada da capacidade de estabelecer redes de informações de modo que consiga realizar o reconhecimento facial de quem entra no seu comércio ou da fala dos seus funcionários, por exemplo.

Como o machine learning contribui para o varejo

A premissa básica do machine learning é oferecer serviços e processos cada vez mais ágeis e automatizados. Numa loja de roupas, o caixa tem que passar produto a produto pelo leitor de código de barras, certo? E nem sempre funciona perfeitamente.

Pois bem, com a Inteligência Artificial, é possível fazer com que o software de vendas da loja reconheça a voz do caixa. Assim, ele só precisa falar para que os produtos sejam registrados.

Uma vez que você tenha um histórico de vendas consistente, o machine learning auxilia na previsão de demandas, confrontando dados de vendas com estoque, tendências, disponibilidade em outras lojas, entre outros. Desta forma, é possível determinar, com bastante precisão, quantas unidades de cada produto devem ser adquiridas para suprir as vendas de determinado período.

Integrada a uma outra tecnologia – a realidade virtual -, seu chatbot pode transformar-se em um atendente de verdade, um vendedor virtual que recebe os clientes na loja ou no comércio eletrônico.

Tendo o registro do cliente e o histórico de compras dele, seu assistente virtual pode ofertar produtos alinhados à preferência do consumidor, aumentando as chances de concretização da venda.

O aprendizado de máquina traz a tranquilidade que a sua equipe precisa para desenvolver a parte mais importante do processo de vendas: o relacionamento. Para as ofertas relacionadas, as respostas padronizadas e até os problemas mais comuns, é só confiar no machine learning e no alto grau de desenvolvimento da Inteligência Artificial.

Gostou deste post? Fique informado sobre as novidades, curta a página da TEVEC!

2 Comments on “Possibilidades e oportunidades do Machine Learning aplicado ao varejo

marcos
22 de dezembro de 2017 em 13:06

Oi Gente, estou fazendo uma visitinha por aqui.
Gostei bastante do site, vou ver se acompanho toda semana suas postagens 🙂

Responder
Tevec .AI
22 de dezembro de 2017 em 13:18

Oi Marcos, bem vindo ao nosso conteúdo. Estamos por aqui para qualquer informação.

Equipe Tevec

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami